Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Abri a porta pra você entrar
Troquei sorrisos com o seu olhar
Que olhava o meu, querendo o seu, mais perto

E ir, aonde o vento deixar ir
Aonde o sol não deixar sombras
E aonde eu possa de te ver andar

Me perco ao chão nas promessas loucas vãs
Que por amor um dia eu fiz por você

Agora o que fazer
Se o sonho de amar você se foi
Agora o que dizer
Se os versos já não rimam mais

Abri a porta pra você entrar
Troquei sorrisos com o seu olhar
Que olhava o meu, querendo o seu, mais perto

E ir, aonde o vento deixar ir
Aonde o sol não deixar sombras
E aonde eu possa de te ver andar

Me perco ao chão nas promessas loucas vãs
Que por amor um dia eu fiz por você

Agora o que fazer
Se o sonho de amar você se foi
Agora o que dizer
Se os versos já não rimam
Já não rimam mais

Agora o que fazer
Se o sonho de amar você se foi
Agora o que dizer
Se os versos já não rimam
Nossa história

Um comentário:

  1. Deixa que teus versos rimem tua própria história, e não deixes nunca que os sonhos te abandonem. Porque sonhar é bom e ajuda a viver! Sonha sempre, de preferencia bem acordada, sem perder nunca a realidade da vida, porque é com a cumplicidade entre eles (o sonho e a realidade) que conseguimos sobreviver.
    Bonito o teu poema!
    Não se esqueça de deixar um beijo quando passar no meu canto.
    Pode pegar um selinho se gostar e lhe apetecer.
    Beijos.

    ResponderExcluir